Campeonato Mundial de Dota 2

Com o grande crescimento do rival no ramo através de campeonatos, a comunidade de DotA 2 também tem investido pesado em grandes torneios, mas desta vez eles querem o topo. Eles superaram um recorde nessa quarta-feira (27). A premiação do The International 2016, campeonato mundial organizado pela Valve, bateu a marca da premiação anual e chegou ao valor de US$ 18,6 milhões, o equivalente a aproximadamente R$ 61,4 milhões corresponde ao maior valor já dado em uma competição de eSport.

campeonato mundial de dota

Além disso a Valve ofereceu uma oportunidade da comunidade ajudar no prêmio da competição por meio da compra do Compêndio. Será distribuído 25% do valor das compras do livro e dos pontos para ele são convertidos para o evento, e o valor só é fechado pouco antes da grande final do evento.

A jogada da empresa é motivar os usuários para compra do produto virtual, isso somado as outras promoções e eventos rolando no Dota 2. O modelo adotado já está fazendo sucesso e coloca as competições do MOBA entre grandes premiações dos eSports mundiais. Entre os 10 campeonatos com os maiores prêmios dos games competitivos, oito eventos são voltados ao DotA 2. Na nona colocação está o torneio de Smite de 2015, enquanto a décima é ocupada por Halo 5: Guardians. Vale lembrar que o rival direto, o League of Legends, teve uma premiação de US$ 2,13 milhões em 2015. No mesmo ano a Valve distribuiu US$ 18,4 milhões seguindo a mesma jogada que será adotada este ano. Os jogadores já esperavam que a marca seria superada em 2016 visto que a premiação do campeonato atingiu a barreira dos US$ 10 milhões em tempo recorde.

A organização do evento anunciou em junho a lista de times convidados, infelizmente o Brasil ficou de fora por ter sido desclassificado nas seletivas abertas. A partir do dia 3 deste mês (agosto), 16 times começam a disputa em uma fase de grupos. O evento principal começa no dia 8, quando eles seguem para a fase eliminatória da competição. Ainda não temos informações sobre transmissão na TV fechada.

O meio principal para a cobertura do torneio é através da Internet. Ao longo de cada ano, a cobertura vem sendo feita por uma seleção de empresas on-line que fornecem streaming ao vivo, comentários e artigos no progresso do campeonato, semelhante a comentaristas esportivos. Em 17 de julho, a Valve anunciou que a cobertura do TI4 seria apresentado em colaboração com a ESPN em sua rede de esportes ao vivo na ESPN3. Além disso, um show exclusivo para visualizar a final foi apresentado na ESPN2 no domingo. Acesso ao vivo a ESPN2 também foi disponível em plataformas digitais através WatchESPN. Podemos arriscar dizer que mesmo não apresentando as preliminares na TV fechada, a grande final com certeza será transmitida.

Durante o torneio, as 16 equipes finalistas participaram das eliminatórias ao longo da semana, enquanto somente duas chegaram a final. Apesar dos asiáticos dominarem o cenário de e-Sports em praticamente todos os ramos, os norte-americanos da Evil Geniuses conseguiram superar os orientais e levaram o prêmio diante da maior zebra da competição, o CDEC.

Lista de campeões Dota 2
: Natus Vincere (2011), Invictus Gaming (2012), The Alliance (2013), Newbee (2014) e Evil Geniuses(2016).

Campeonato Mundial de League of Legends

campeonato mundial de lol

Diferente do fiasco do Dota 2, o Brasil tem bons representantes para chegar ao card do Mundial de LoL. O Campeonato de 2015 teve a participação de 16 equipes e passou por quatro países da Europa, repetindo o o feito da edição 2014, realizada pela Ásia.

A Fase de Grupos foi em Paris, na França, de 1º a 4 e de 8 a 11 de outubro. As Quartas de Final em Londres, na Inglaterra, as semifinais em Bruxelas, na Bélgica. A equipe sul-coreana SK Telecom T1 venceu os compatriotas da Koo Tigers tornando-se a primeira bicampeã mundial de “League of Legends”. Na ocasião o Brasil foi representado pela paiN Gaming no Grupo A.

A Riot Games anunciou que o Mid-Season Invitational de League of Legends terá, a partir desta temporada, influência na definição dos cabeças de chave do Campeonato Mundial. Uma das novidades é que o Brasil poderá ter duas equipes.

De acordo com o novo sistema, as quatro equipes que chegarem às Semifinais do MSI farão parte do primeiro grupo seeder para as suas respectivas regiões no World Championship, tornando-as cabeças de chave na Fase de Grupos. O caminho de classificação para o Mundial continua o mesmo, por meio dos torneios do segundo semestre.

Até 2015 os cabeças eram distribuídos de acordo com o histórico: os campeões de LCK, LPL, LCS Europe e LCS North eram colocados na seed 1. Entretanto, a Riot entendeu que o histórico não reflete as forças atuais, o que a fez colocar o MSI como campeonato para definição das seeds. É algo semelhante ao que é adotado em torneios esportivos.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply