DreamCast 2 o sonho não acabou

Se você tem pelo menos 20 anos, ainda lembra do dia em que que a SEGA interrompeu o desenvolvimento do Dreamcast. Era o início de 2001 e a revista PlayStation (maior rival na época) cobriu o fim da Dreamcast antes enquanto aproveitava o sucesso do PS2. Graças a esses sucessos a preferência enorme pelo console da Sony que possuía uma qualidade gráfica acima da média para todos os concorrentes na época a SEGA deixou de vez o mundo do hardware e ficou apenas no software. Com o Dreamcast chegando a pouco mais de 9 milhões de vendas e o PS2 chegando a supremos 150 milhões de unidades vendidas, o Dreamcast estava destinado a ser pouco mais que uma nota de rodapé nas páginas da história dos jogos, muito embora aqui no Brasil o console fosse visto em diversas casas de vídeo game e locadoras.

Diferente do Nintendo 64 e seus cartuchos caros contra a sessação do momento que era a mídia e é claro a pirataria, o console da SEGA mesmo com a adoção da nova tecnologia ainda sim se quer conseguiu superar a grande rival Nintendo que lançou o Game Cube e vendeu pouco mais de 21 milhões de unidades graças aos seus grandes sucessos. Apesar da SEGA ter lançado jogos inovadores e o seu carro-chefe, Sonic Adventure e Sonic Adventure 2 os quais até hoje são idolatrados pelos fãs, o console não teve o sucesso esperado.

Se você tivesse me dito naquele dia em 2001 que ainda estaríamos vendo novos jogos lançados para o Dreamcast em uma base bastante regular em 2016 eu teria simplesmente sorrido. E ainda assim, aqui estamos quinze anos mais tarde e o Dreamcast tem uma comunidade surpreendentemente vibrante de desenvolvedores indie ainda a lançar jogos apesar do fato de que a SEGA não tem dado suporte console. Então, se você ainda tem uma dessas caixas brancas astuciosas escondido no sótão em algum lugar, ou mesmo se você está apenas planejando jogar games como Power Stone ou Dead or Alive 2 pela primeira vez, vale a pena ressuscitar a maquina.

Apesar de estarmos em 2016, o Dreamcast já viveu um lançamento exclusivo com o game Leona’s Tricky Adventures. Inspirado pelo jogo de puzzle do console Amiga, as tarefas de Leona envolviam solução de enigmas cada vez mais complicados. As aventuras de Leona está disponível para compra na Steam, mas a versão Dreamcast vem com uma caixa de jóia completa, incluindo obras de arte. Que é obviamente muito melhor.

Elysiam shadows

Olhando para o futuro, ao longo no desenvolvimento, o Elysian Shadows está programado para chegar às ruas em algum momento em 2016. Depois de chegar à consciência pública através de uma série de vídeos do YouTube de desenvolvimento em 2007, e depois de uma campanha Kickstarter bem sucedida em 2014, Elysian Shadows é um jogo de RPG com personagens personalizáveis, um ciclo de dia/noite dinâmico, e um estilo de arte híbrido 2D/3D atraente. Situado em um mundo de fantasia parecido com aquele visto no clássico RPG Final Fantasy VI, Elysian Shadows conta uma história de conflito entre fanáticos religiosos que entregaram poderes mágicos do Criador e ateus forçados a depender de tecnologia futurista. Enquanto não há nenhuma data de lançamento sólida ainda em desenvolvimento do jogo atingiu um par de senões recentemente, desenvolvedor GyroVorbis sustenta que o título vai ver lançado em 2016, e quem somos nós para discutir?

dreamcast 2

Lançado este ano, Alice Dreams Tournament é um 2D Man-like de desenvolvedores francesas da Alice Team. Os jogadores devem percorrer os labirintos 2D usando suas bombas para limpar os caminhos e destruir os outros jogadores no palco, ao mesmo tempo, procurando power-ups para aumentar o número de bombas que podem cair ou aumentar o dano de suas bombas após a detonação. O jogo apresenta um modo multiplayer robusto incluindo sete tipos de jogos diferentes que vão desde a morte padrão corresponde a modos mais elaboradas que envolvem enigmas matemáticos.

Hypertension: Harmony of Darkness é um game de horror shooter em primeira pessoa que começou a vida como uma extensão da franquia francesa, mas se transformou em sua própria história com o desenvolvimento mais longo. Depois de algumas disputas com a Atari devido a ativos a ser utilizado na produção do jogo, bem como um breve cancelamento do projeto por causa disso, o desenvolvimento de Harmony of Darkness progrediu como esperado e veremos um lançamento em algum momento de de 2016.

Hucast Games liberou Redux 2, a sequela ao seu remake do DUX em algum momento de 2016 também. Pré-encomendas para o jogo foram lançadas ao vivo e a edição de colecionador de fantasia que inclui um CD soundtack e um DVD de extras se você quer pagar por esse tipo de coisa. O jogo apresenta sete novos estágios e um modo cooperativo para dois jogadores. Se você é um fã do estilo, Redux 2 pode ser um jogo que vale a pena observar.

Se você está procurando algo um pouco mais fora do comum, longe dos shooters 2D e jogos de quebra-cabeça, os games indie podem atender às suas necessidades. Temos Slave, um jogo que tenta engrenar a estética espalhafatosas dos anos 80 onde arcades de tiro deixavam a pessoa viciada, títulos como Doom e Wolfenstein.

A SEGA caiu em face da concorrência ultra-rígida do Sony PlayStation 2, após apenas dois anos no mercado, mas há uma comunidade de desenvolvedores independentes dedicados que simplesmente se recusam a seguir em frente. Ele tem um seguimento de culto que ainda estão produzindo novos conteúdos quinze anos depois da morte comercial do console. Uma vez que a interrupção do console em 2001 houve mais de trinta títulos independentes lançados por ele, incluindo Sturmwind, Rush Rush Rally Racing, e Gunlord.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply